segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

UMA ÉPOCA DE RENOVAÇÃO



Uma pesquisa mostrou que 84% das pessoas interrogadas querem um feriado com menos materialismo nessa época do ano. Imagino que o mesmo se aplica ás pessoas em todo o mundo. Mas quando todos os caminhos parecem conduzir aos shoppings, qual é a trilha que conduz a uma celebração mais espiritual e significativa do nascimento de Cristo? Alguns lideres de igrejas sugerem que demos mais atenção ao Advento, o período de quatro semanas antes do Natal. Em lugar de preencher esses dias com tantas atividades e acabarmos física e espiritualmente esgotados, precisamos relembrar que “aqueles que esperam no Senhor renovam as suas forças. Voam alto como águias; correm e não ficam exaustos, andam e não se cansam” (Isaias 40:31). Mesmo com um calendário repleto de programas na escola, na igreja e com obrigações familiares, nós ainda assim podemos encontrar tempo para “esperar no Senhor” e concentrar-nos no verdadeiro significado dessa época. Podemos determinar extrair o máximo de nosso tempo para a leitura diária da Bíblia e oração, e dar mais prioridades ás pessoas do que ás coisas. Ao tomarmos tempo para focalizar nossa atenção no nascimento de Cristo e fortalecer nosso relacionamento com Ele, este tempo do ano pode tornar-se um tempo de renovação em lugar de exaustão.
UM NATAL SEM CRISTO É COMO DINHEIRO FALSIFICADO.


Por.: David C. McCasland

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

CONHECIMENTO E SABEDORIA

Cada formatura significa mais aquisição de conhecimento. Porém precisamos também da sabedoria necessária para utilização correta do conhecimento. Só que sabedoria não se adquire na escola. Há aqueles que têm muito conhecimento e pouca, ou nenhuma, sabedoria: vivem mal, se relacionam mal, são infelizes, frustrados e vazios. Esmeraram-se em adquirir conhecimento, mas não se empenharam pela sabedoria. Há pessoas simples e humildes, dotadas de incrível sabedoria que lhes dá brilho, sentido e beleza. Não defendendo a ignorância, mas o mundo enche-se cada dia de conhecimento sem que isso o torne melhor. Deveríamos casar a sabedoria, que nos ajuda a conduzir a vida de maneira correta, ao conhecimento que nos capacita a mantê-la. Onde adquirir a sabedoria? "O temor do Senhor é o princípio da sabedoria". (Pv. 9.10) Amar, honrar, crer, obedecer, servir e respeitar Deus são condições necessárias para alcançá-la e nos tornarmos pessoas de respeito, cheias de amor, justas, prudentes e equilibradas. Sem isso, a humanidade não subsiste. Em Cristo, "estão ocultos todos os tesouros da sabedoria e da ciência" (Cl 2.3). Conhecê-lo é encontrar inesgotável fonte de sabedoria e de conhecimento. Sem Deus, é impossível adquirir sabedoria. Sem sabedoria, o conhecimento será vazio e fugaz. O mercado de trabalho exige conhecimento; os relacionamentos exigem sabedoria. Não adianta ser um bom profissional e um péssimo colega, pai ou marido. Mais que bons profissionais, devemos ser bons seres humanos. 

Por.: Jair Souza Leal

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

PARA ONDE VOCÊ OLHA


O rei Henrique IV, da França, perguntou, certa vez, ao duque de Alva se ele observara o grande eclipse do sol ocorrido poucos dias antes. “Não”, disse o duque, “eu tenho tanto para fazer na Terra que não me sobra tempo para olhar para o céu.” Comentando este fato, Thomas Brooks disse: “É lamentável verificar como o coração é tão preso às coisas terrestres que não nos sobra tempo para olhar para cima e contar com Cristo e as coisas celestiais. Como são tolas os que vivem exclusivamente para esse mundo!” As pessoas estão tão preocupadas com seus interesses pessoais, com o que que o mundo oferece, com alegrias que nada duram, que não têm tempo para buscar o que realmente importa, traz segurança, felicidade e determina o futuro delas. Em vez de reclamar de solidão e angústia, se olharmos para o céu, ali está o Senhor que prometeu estar conosco sempre, ser nosso Companheiro e Amigo em todas as ocasiões. Em vez de vivermos angustiados pelo emprego e dinheiro, se olharmos para o céu, ali está o Senhor que supre todas as nossas necessidades. Quanto mais tempo usamos olhando para o mundo, menos tempo temos para olhar para Cristo. Ele é a nossa felicidade, o nosso sustentador,, o nosso socorro em todos os momento. Se usarmos o nosso tempo olhando para o Senhor Jesus, bem pouco tempo precisaremos para cuidar das coisas daqui de baixo. Para que direção você costuma olhar?

Autor desconhecido

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

PALAVRAS SOLTAS AO VENTO


Na vida, várias vezes nos encontramos na posição de conselheiros, então expressamos palavras amigas, queremos auxiliar, levar novas sugestões. Há momentos em que queremos simplesmente jogar conversa fora. O que parece algo comum pode se transformar em uma situação desastrosa, caso não se tenha sabedoria e bom senso na hora das conversas. As palavras, alguém exemplificou muito bem, são iguais a penas soltas ao vento... voam soltas e leves, parecendo um alegre balé, até nos darmos conta de que não conseguimos pegá-las novamente, pois voaram para longe se isolando em algum canto sem acesso. Talvez algumas se consiga pegar, jamais todas. O que falamos, o modo como falamos pode ser igual às penas ao vento. Palavras ditas se alojam na mente de quem as ouve e seu efeito pode ser positivo, de apoio, ou pode ser devastador. A grande maioria já foi vítima de uma verdadeira torrente de palavras que não pediu para ouvir. Depois do bombardeio verbal, das famigeradas fofocas e das falações desenfreadas, saímos atordoados com as coisas que ouvimos. A dica que encontramos na Bíblia é: quem controla a língua é sensato. Ou seja, é necessário pensar antes de abrir a boca, tanto nos momentos calmos quanto nos de ânimos alterados, exaltados. Deste modo não se cria uma situação constrangedora, não atolamos a alma do outro com palavras descontroladas e o melhor de tudo, agradamos a Deus que nos deixou outra dica: "seja aberto para ouvir e tardio em falar". "O mais valioso de todos os talentos é nunca usar duas palavras quando uma só é suficiente". (Thomas Jefferson)



terça-feira, 5 de novembro de 2013

MINHA VIDA TEM QUAL FINALIDADE?


Todas as coisas foram criadas nele e nele encontram propósito (CI 1.16).
Nascemos em um núcleo familiar no qual temos pessoas responsáveis que nos amam e educam. Elas nos instruem a ser pessoas compromissadas  que façam uma diferença positiva na sociedade. Quando crescemos, passamos a vivenciar diversas situações na vida que nos preparam para os mais diferentes momentos e relacionamentos. Todo esse processo de amadurecimento tem como objetivo nos dar condições de ter uma vida plena, realizada, que cumpra seu propósito. Então planejamos e sonhamos, elegemos para nós tanto projetos pequeninos quanto coisas grandiosas que desejamos fazer. Como realizar nossos sonhos ou projetos e ainda atender a todas as necessidades da vida sem perder o verdadeiro propósito? Será que aquilo que eu escolhi para mim me Levará a cumpri-Lo realmente? Na verdade, não é de nossa escolha definir o propósito para a vida porque, muito tempo antes, o Deus Criador do Universo determinou com todas as minúcias qual seria o real sentido dela, antes mesmo de abrirmos os olhos para vislumbrar e sonhar com este mundo. Acima de tudo, devemos viver para os propósitos de Deus. Esses propósitos são descobertos e afirmados cada vez mais quando buscamos estabelecer nossa identidade em Jesus, através da Palavra de Deus, e não segundo os conhecimentos do mundo. Deste modo, nossa vida estará embasada nas verdades eternas, afinal foi para o eterno que Deus nos preparou. Viver para qualquer outra coisa é desperdiçar a vida. Somente em Deus nossa vida tem real sentido.

Por.: Jaqueline Jane Vogel Firzlaff

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

100 º DIA - 100 DIAS DE ORAÇÃO IMPACTANDO A FAMÍLIA




Louvamos a Deus pelos 100 dias em que oramos em família. Por meio desses preciosos momentos.
Nestes tempos difíceis devemos nos manter alerta para que nossas famílias permaneçam na presença do Senhor.
Os interesses pessoais muitas vezes duvidosos, e os desejos exagerados pelo consumo têm suplantado o cuidado com a família. Sua desestruturação e a redução de sua importância têm gerado muitos efeitos colaterais em nossa sociedade. A violência doméstica, as drogas, o crescimento do divórcio são alguns exemplos desse efeito nocivo da falta de cuidado com a família.
Este foi apenas um treinamento, 100 dias que nos ajudaram a entender que precisamos avançar mas precisamos fazer isso juntos, nós e as nossas famílias. Juntos rumo a uma experiência de oração e comunhão com Deus que nos transformará nos fortalecerá e produzirá efeitos que não adoecerão a nossa geração mas irão transformá-la para a glória de Deus. Vivamos, em família, para a glória de Deus!


OREMOS:

1) Agradeçamos ao Senhor pela realização dos 100 Dias de Oração Impactando a Família;
2) Oremos pela continuidade da vida de oração em família;
3) Oremos pelo fortalecimento dos valores bíblicos nas famílias brasileiras;
4) Oremos para que nossas famílias sejam exemplo para a sociedade brasileira;
5) Ore por sua família.


Trecho do Livro 100 Dias de Oração Impactando a Família
SAIBA MAIS SOBRE A CAMPANHA ACESSANDO: www.100dias.com.br.  
  

99 º DIA - 100 DIAS DE ORAÇÃO IMPACTANDO A FAMÍLIA


A Bíblia traz algumas histórias de famílias que viviam situações difíceis e que conseguiram ver seus dilemas solucionados quando colocaram diante de Jesus suas angústias.
As famílias de hoje continuam vivendo situações difíceis e muitas vezes inesperadas. Enquanto estivermos neste mundo estaremos sujeitos a toda a sorte de problemas, mas famílias saudáveis são aquelas que levam a Jesus suas dificuldades. Famílias que não se acusam ou se culpam por problemas que surgem, mas que se apoiam mutuamente e juntos buscam no Senhor a solução. Famílias saudáveis emocionalmente e espiritualmente promovem um ambiente onde as crianças também são saudáveis a aprendem a buscar em Deus as soluções para os problemas da vida, transformam as dificuldades em oportunidades para serem “fortalecidos no Senhor e na força do seu poder". Ser saudável não significa estar livre dos problemas, mas sim buscar naquele que "é poderoso para fazer tudo, muito mais além daquilo que pedimos ou pensamos" as soluções. Fortaleçamos nossas famílias dependendo somente de Deus em qualquer circunstância. Desta forma nossas crianças crescerão saudáveis confiando no Senhor.

OREMOS:

1) Pelas famílias que estão atuando nos campos missionários;
2) Pelas famílias que estão enfrentando dificuldades para que se fortaleçam no Senhor;
3) Pelas crianças de nossas famílias para que cresçam saudáveis confiando em Deus;
4) Pelas crianças em geral para que sejam guardadas das iniciações em doutrinas e rituais demoníacos


Trecho do Livro 100 Dias de Oração Impactando a Família
SAIBA MAIS SOBRE A CAMPANHA ACESSANDO: www.100dias.com.br.  

98 º DIA - 100 DIAS DE ORAÇÃO IMPACTANDO A FAMÍLIA




A criança é quem está à beira do caminho. Não é apenas uma questão de ver com os olhos mas sim com o coração aquelas que precisam ser amadas e tratadas com misericórdia. O Brasil tem uma pessoa agonizando à beira do caminho. É uma criança que sofre pelo descaso do estado, pela falta de políticas públicas, pela violência doméstica, pelos abusos, pelo abandono familiar, pelas dificuldades de uma adoção tardia, peia ausência de uma educação de qualidade e saúde pública capaz de intervir diante de uma enfermidade inesperada.
Não podemos continuar agindo como o mestre da lei. Precisamos nos identificarmos com aqueles que estão necessitando de cuidado, ao invés de passar de largo pelas crianças estiradas precisamos socorrer aquelas que representam o futuro deste país. Precisamos perceber as crianças que estão à beira do caminho, tais como as crianças indígenas e o infanticídio cultural que ainda é um problema comum em algumas aldeias; as crianças sem registro civil inexistentes perante o estado e sem nenhum direito; crianças vítimas de violência armada organizada vivendo sob o “regime paralelo" do crime; crianças que vivem em trabalho forçado, algumas vezes em regime de escravidão infantil; crianças vítimas de aborto e que tem seu direito à vida negado ainda no ventre; crianças vivendo nas ruas das grandes cidades algumas vezes entrando na dependência das drogas, crianças que não têm oportunidades de convivência social por conta dos preconceitos que atingem aquelas que necessitam de acessibilidade. O coração que ama a Deus serve o próximo caído à beira do caminho.

(Texto adaptado da Revista Mãos Dadas Ano VHI N.21 setembro/2008.)


OREMOS:

1) Pelas crianças deixadas à beira dos nossos caminhos;
2) Pelos nossos governantes, para que adotem políticas públicas eficazes nas áreas da saúde e da educação e contra a violência doméstica e o abandono familiar;
3) Pelas igrejas. para uma real identificação com a necessidade das crianças abandonadas;
4) Pelas crianças, para que não sejam presas fáceis do crime organizado do tráfico de pessoas, da prostituição e do trabalho forçado;
5) Peio fim da prática do aborto.



Trecho do Livro 100 Dias de Oração Impactando a Família
SAIBA MAIS SOBRE A CAMPANHA ACESSANDO: www.100dias.com.br.  


97 º DIA - 100 DIAS DE ORAÇÃO IMPACTANDO A FAMÍLIA



O lugar menos seguro para uma criança é perto de alguém mal intencionada.
O que mais ameaça as crianças nos lares, igrejas, escolas, projetos sociais são pessoas mal intencionadas, que, aproveitando a liberdade existente nesses lugares, se aproximam delas com desejos impuros.
Às vezes pessoas designadas para cuidar como professores, funcionários de creches e escolas, pessoas envolvidas na educação infantil nas igrejas, abusam ou maltratam crianças. Mas o abusador não tem um sinal na testa. Não existe um único perfil para pessoas que cometem abusos físicos, emocionais ou sexuais e seus motivos são muito variados.
No entanto, é assustador o número de crianças que são vítimas do abuso. E as conseqüências e marcas que ele deixa são terríveis para aqueles que sofrem tamanho mal. As igrejas precisam estar atentas àqueles que atuam entre os pequenos; precisam ser um lugar de segurança e principalmente um lugar onde crianças e famílias que sofrem um dano como este encontrarão apoio, solidariedade, afeto, esperança e o caminho da cura emocional que o abuso causa: JESUS! 
(Texto adaptado da Revista Mãos Dadas Ano Vi N. 16, março/2007.)

OREMOS:

1) Pelas crianças vítimas de abuso, para que Deus venha em socorro delas;
2) Por justiça contra os agressores, e para que se arrependam e sejam regenerados pelo poder do Espírito Santo;
3) Para que Deus guarde as nossas crianças da violência física, emocional e sexual; 
4) Para que a igreja seja bíblica e sábia no tratamento dos problemas que surgirem nessa área;
5) Para que as famílias esteiam atentas na prevenção e identificação imediata dos abusos secretos. 


Trecho do Livro 100 Dias de Oração Impactando a Família
SAIBA MAIS SOBRE A CAMPANHA ACESSANDO: www.100dias.com.br.  



quinta-feira, 15 de agosto de 2013

96 º DIA - 100 DIAS DE ORAÇÃO IMPACTANDO A FAMÍLIA




O nome Timóteo significa aquele que honra/adora a Deus. Podemos ver que a forma como Timóteo viveu fez valer o significado de seu nome.
Sua mãe, Eunice, e sua avó Lóíde foram mulheres que amaram a Deus e o ensinaram desde cedo a amá-lo também.
Faça de sua criança um Timóteo, alguém que honre e adore a Deus. Não passe para outros a responsabilidade que é sua de transmitir os caminhos do Senhor não terceirize o ensino, a educação. Viva o evangelho de forma que a criança de sua família veja em você, em seu exemplo, em suas atitudes a glória de Cristo.
Devemos ensinar as verdades de Deus com fidelidade, na expectativa do toque do Espírito Santo no coração de nossas crianças. Não é nossa ação somente que produzirá o resultado, mas sim o coração sensibilizado pelo Espírito. Porém, cabe a nós transmitir aos filhos a tocha da fé.

OREMOS:

1) Pelas crianças de nossa família (filhos, sobrinhos, primos), para que tenham um coração sensível ao toque do Espírito Santo de Deus;
2) Pelos pais, para que sejam fiéis ao Senhor e que por meio do exemplo conduzam seus filhos a Jesus;
3) Para que os lares cristãos sejam locais de adoração a Deus;
4) Pelos filhos dos pastores e missionários, para que cresçam amando e temendo o Senhor;
5) Para que nossas crianças cresçam vivendo a Bíblia.


Trecho do Livro 100 Dias de Oração Impactando a Família
SAIBA MAIS SOBRE A CAMPANHA ACESSANDO: www.100dias.com.br.  

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

95 º DIA - 100 DIAS DE ORAÇÃO IMPACTANDO A FAMÍLIA




As crianças do mundo de hoje vivem um momento fantástico. Nasceram num mundo com infinitas possibilidades, com novas tecnologias que surgem todos os dias, tornando as mudanças da vida diária tão rápidas quanto elas.
Porém há imensos desafios neste novo cenário que se desenrola diante de todos nós.
Vivemos uma crise de valores em nossa sociedade, um tempo de frieza espiritual e abandono dos princípios cristãos. Muito mais que novas tecnologias, a nova geração precisa de novos exemplos de vida a seguir pessoas que vivam o verdadeiro evangelho de Cristo Jesus e não apenas falem sobre ele. Um belo discurso, palavras elaboradas não convencem este grupo que aprende tão cedo a pesquisar no Google as respostas que necessitam.
Por maiores que sejam as mudanças tecnológicas do mundo moderno, não nos esqueçamos de transmitir à nova geração os louváveis feitos do Senhor.

OREMOS:

1) Por pais, mães, avós,tios,tias e irmãos que sejam fiéis a Deus e sejam modelos de vida a seguir pela nova geração;
2) Para que a evangelização e o discipulado das crianças comece na família;
3) Para que os pais ensinem os filhos a andar com Deus;
4) Pela transformação das famílias pelo evangelho de Cristo;
5) Para que as crianças encontrem coerência entre o nosso discurso e a nossa vida.




Trecho do Livro 100 Dias de Oração Impactando a Família
SAIBA MAIS SOBRE A CAMPANHA ACESSANDO: www.100dias.com.br.  




94 º DIA - 100 DIAS DE ORAÇÃO IMPACTANDO A FAMÍLIA




Muitas vezes relações familiares tumultuadas, necessidades materiais, abandono paternal rejeição, violência, abusos de todo tipo são alguns dos problemas que nossas crianças vivem hoje, fazendo-as chorar.
Ê triste ver que as crianças são as que mais sofrem quando os adultos tomam atitudes equivocadas. As conseqüências são sentidas de forma mais dolorosa exatamente por aquelas que deveriam estar debaixo de proteção, cuidado, zelo e amor.
Deus ama as crianças e Ele está com elas da mesma forma que esteve com Ismael. (Gênesis 21:08-21). Ele é sensível ao sofrimento que muitas delas vivem, estendendo seu amor, compaixão e graça.
O lar precisa ser um lugar de proteção e amor para os pequenos. A igreja tem que ser o lugar de amparo para aquelas que vivem situações dolorosas.

OREMOS:

1) Pelas crianças que estão vivendo situações dolorosas e por suas famílias;
2) Para que cada vez mais a igreja e as famílias cristãs se construam lugares de amparo para as crianças que sofrem;
3) Para que as crianças cresçam em famílias estruturadas espiritual e economicamente;
4) Para que as crianças em risco social encontrem o amor e cuidado de Deus;
5) Por todos aqueles que atuam na evangelização e no cuidado das crianças em vulnerabilidade social.



Trecho do Livro 100 Dias de Oração Impactando a Família
SAIBA MAIS SOBRE A CAMPANHA ACESSANDO: www.100dias.com.br.  

sábado, 10 de agosto de 2013

93 º DIA - 100 DIAS DE ORAÇÃO IMPACTANDO A FAMÍLIA


Temática da 14ª Semana: Crianças Saudáveis
Escritora: Jaqueline da Hora Santos – missionária coordenadora do programa de evangelização de crianças.



Eu era missionária na cidade de Morro do Chapéu - BA e estávamos havia alguns meses orando pedindo a Deus condições de adquirir um terreno para construir o templo. Todos os irmãos do mais novo ao mais idoso, do maior ao menor oravam incansavelmente suplicando ao Senhor que multiplicasse os poucos recursos que tínhamos e todos nós trabalhávamos juntos em favor de um propósito comum. O templo foi inaugurado no final de 2009. Naquele dia lembramos todo o esforço todo o empenho de cada irmão, no entanto, sabíamos que tudo tinha vindo de Deus, que aquele local onde podíamos agora nos reunir para celebrar a Deus e comunicar as Boas-Novas do evangelho havia sido adquirido por meio de muita oração, inclusive das crianças. Quando adoeci as crianças oraram pelo meu restabelecimento e me enviaram cartinhas dizendo que não se esqueciam de mim. Quando fui transferida de campo missionário novamente as muitas cartinhas de crianças dizendo que estariam orando por mim onde quer que eu estivesse. Vemos nisso que as crianças aprendem a orar, aprendem a confiar profundamente em Deus quando são ensinadas. E podemos ter a certeza de que Deus ouve a oração dos pequeninos porque ele vê seus corações, sua fé e a sinceridade com que o buscam. Por isso é tão importante ensinar as crianças a orar. Crianças oram com fé. Crianças oram esperando em Deus. Como precisamos aprender a orar com as crianças, como precisamos ensinar as crianças a orar.

OREMOS:

1) Pelas nossas crianças, para que sejam sempre meninos e meninas de fé;
2) Para que nossos lares sejam lugares de oração;
3) Para que Deus ouça a oração das crianças que clamam por mudanças em
suas famílias;
4) Para que as famílias e os ministérios que atuam entre as crianças ensinem sobre o amor de Deus;
5) Para que os adultos aprendam com a fé e a sinceridade das crianças.


Trecho do Livro 100 Dias de Oração Impactando a Família
SAIBA MAIS SOBRE A CAMPANHA ACESSANDO: www.100dias.com.br.  

92 º DIA - 100 DIAS DE ORAÇÃO IMPACTANDO A FAMÍLIA




"Convém que ele cresça e que eu diminua" João 3.30)

Este tem sido um tempo de grandes desafios para todos nós. Quando olhamos para o ser humano deparamos com grandes males como o orgulho, o egocentrismo e o egoísmo. De fato estes são sintomas que estão presentes atualmente em nossa sociedade e muitas vezes têm buscado tomar lugar dentro do nosso povo. Estes sentimentos levam o ser humano a cada dia se tornar mais distante de Deus e a ser um roubador da glória de Deus.
Devemos reconhecer diariamente que toda a glória deve ser dada unicamente a Ele.  
Que a cada dia reconheçamos mais e mais quem Deus é e o glorifiquemos pela sua grandeza. Que todos os dias nossas famílias possam afirmar: Nós vivemos para a glória de Deus!

OREMOS:

1) Por famílias saudáveis que vivam para a glória de Deus;
2) Para que Jesus cresça em nossa vida e cada um de nós diminua;
3) Para que vivamos em família de modo que toda a glória por nossas realizações seja atribuída somente a Deus;
4) Para que tudo que fazermos em família glorifique a Deus;
5) Para que nossas famílias reconheçam mais e mais quem Deus é.


Trecho do Livro 100 Dias de Oração Impactando a Família
SAIBA MAIS SOBRE A CAMPANHA ACESSANDO: www.100dias.com.br.  

91 º DIA - 100 DIAS DE ORAÇÃO IMPACTANDO A FAMÍLIA





Talvez este seja um dos grandes desafios que os pais enfrentam nestes dias. O desafio da entrega. Famílias saudáveis que amam missões entregam seus filhos ao Senhor. Para que a vontade de Deus seja feita por intermédio deles. Se for desejo de Deus convocá-los para servirem como ministros do Reino, assim o Senhor o fará. No entanto, fica o desafio para cada pai, cada mãe fazer como Ana - devolver seus filhos a Deus e deixar que Deus os direcione em todas as coisas. Inclusive em sua vocação. Samuel teve toda uma vida de dedicação à obra do Senhor. Assim também pode acontecer com seus filhos. No entanto, faça como Ana: devolva seus filhos para Deus! Você estaria disposto a entregar o seu Samuel como forma de gratidão e adoração ao Senhor?

OREMOS:

1) Por famílias saudáveis que entreguem seus filhos ao Senhor;
2) Pelos pais, para que se lembrem da dedicação de seus filhos no altar e não os desestimulem à obra missionária quando Deus os chamar;
3) Pelos pais, para que encarem como motivo de grande honra e alegria o chamado de seus filhos;
4) Pelos pais, para que se for o caso, compreendam com amor e gratidão a Deus a decisão de seus filhos pelo ministério;
5) Pelos filhos, para que, se isso acontecer não desobedeçam ao chamado de Deus e sejam dirigidos inteiramente por Ele.


Trecho do Livro 100 Dias de Oração Impactando a Família
SAIBA MAIS SOBRE A CAMPANHA ACESSANDO: www.100dias.com.br.  

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

90 º DIA - 100 DIAS DE ORAÇÃO IMPACTANDO A FAMÍLIA


Foto: IBAB
Orar por missões e investir na obra missionária de fato é um grande privilegio. No entanto, visitar um campo não tem nada igual. Estar com o missionário, conhecer os seus desafios e a sua realidade enriquece muito a nossa vida. Participar de um projeto nas férias ou conhecer o campo missionário é uma grande oportunidade para uma família saudável abençoar e ser abençoada fazendo missões.
Você e sua família podem participar das ações evangelísticas promovidas por sua igreja. Participando de grupos pequenos, ministrando estudos bíblicos, visitando pessoas que ainda não reconhecem Jesus como Senhor e Salvador, ou visitando as frentes missionárias de sua igreja. Participem e conheçam os desafios missionários da sua Jerusalém. Toda a família pode começar fazendo missões aí na sua igreja local. Também você pode participar dos desafios de Missões Estaduais. Há muitos campos missionários frutos do trabalho das nossas convenções e5taduais. Veia com o seu pastor quais são os campos missionários do seu estado e veja a possibilidade de passar um dia com a família missionária e conhecer os desafios missionários do seu estado.
Convide sua família e aceite o desafio!

OREMOS:

1) Por famílias que visitem o campo missionário;
2) Para que nossas famílias sejam despertadas e encorajadas a participar de projetos missionários de curta duração;
3) Para que nossas famílias se engajem mais nas ações evangelísticas locais;
4) Para que nossas famílias invistam no envio de seus membros como missionários voluntários;
5) Para que os desafios do campo missionário não soem aos nossos ouvidos como um apelo distante dirigido apenas a outras famílias e não à nossa.



Trecho do Livro 100 Dias de Oração Impactando a Família
SAIBA MAIS SOBRE A CAMPANHA ACESSANDO: www.100dias.com.br.  

89 º DIA - 100 DIAS DE ORAÇÃO IMPACTANDO A FAMÍLIA

  
Foto: IBAB

Este texto  (Marcos 2.3-5) nos ilustra muito bem como vale a pena levar pessoas a Jesus. Nós não sabemos os nomes deles, no entanto a fé destes quatro homens marcou história. Eles foram instrumentos de bênçãos na vida daquele paralítico.
Era alguém que não podia ajudar a si mesmo. Fico a imaginar como poderia ser a sua vida. Notamos a sua total incapacidade de dirigisse sozinho até Jesus. Era necessário que alguém o levasse.
Atualmente nós encontramos em nossa sociedade muitas pessoas como aquele paralítico. Pessoas que não conseguem chegar a Jesus. Quem são estes? Todos que estão longe da graça de Deus. O Homem longe de Deus precisa da minha e da sua ajuda. Da ajuda de nossas famílias. Ele é um paralítico espiritual. Precisamos ser como estes quatro homens. Nossas famílias precisam se envolver com pessoas que não têm condições de ir sozinhas a Jesus. Lutas e dificuldades estão diante de nós, mas que possamos pedir a Deus as estratégias corretas para levá-las a Jesus. Que nossas famílias sejam instrumentos de Deus para abençoar outros que não conseguem se achegar a Jesus. Que Deus nos use diariamente para a sua glória.

OREMOS:

1) Por famílias Saudáveis que conduzam outras famílias até Jesus;
2) Pelo engajamento das nossas famílias na obra de evangelização;
3) Por sabedoria e estratégia correta de Deus para alcançar os perdidos;
4) Para que os obstáculos na evangelização não nos desanimem de perseveram;
5) Para que nossas famílias  sejam instrumentos de Deus para abençoar os outros.


Trecho do Livro 100 Dias de Oração Impactando a Família
SAIBA MAIS SOBRE A CAMPANHA ACESSANDO: www.100dias.com.br.