quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Ensinamentos de 2016

Adaptado
2016 foi um ano de muita turbulência, onde muitas coisas aconteceram.
Eu sempre acreditei no poder da mudança. Acho que mudanças são extremamente importantes na vida de cada um, e que devemos saber apreciá-las e tirar o melhor de cada uma delas.
2016 foi um ano de muitas mudanças para mim, e com tudo isso eu aprendi muita coisa que com certeza levarei pros anos seguintes.
2016 me ensinou:
* As pessoas são temporárias nas nossas vidas. Todas. E todas se vão exatamente no momento que deveriam ter ido. Não adianta chorar nem reclamar, se é o momento delas irem embora, elas vão.
* Crescer, muitas vezes, significa se sentir sozinho.
* As pessoas que você tem ao seu redor têm um impacto direto em como você se sente. Se elas não estão te fazendo bem, por que continuar ao lado delas?
* Pessoas que você nunca imaginaria que sairiam da sua vida, na maioria das vezes, saem. E não tem problema.
* A sua felicidade deve vir sempre em primeiro lugar.
* Ajudar os outros te faz crescer como pessoa.
* Você nunca conhece alguém tão bem quanto você pensa que conhece. E saber disso é o primeiro passo para não se decepcionar.
* Os problemas do mundo não são seus para você carregar nas costas. As injustiças do mundo não são culpa sua. Trabalhe para melhorá-los, mas não se culpe se não conseguir.
* Às vezes você vai sentir falta de pessoas que te machucaram. Não tem problema. Isso significa que elas foram importantes na sua vida e que você soube amá-las.
* Aprenda a perdoar.
* Você vai crescer, e você vai se distanciar cada vez mais da pessoa que você já foi um dia. Certifique-se que você está se distanciando na direção certa.
* 365 dias podem mudar muita coisa.
* Lutar pelo o que você acredita vai te trazer muita dor de cabeça e muita decepção, mas é extremamente necessário. Não desista.
* Não se compare com os outros. A vida não deveria ser uma grande competição entre quem é mais bem sucedido, bonito ou popular. Cada pessoa tem seu brilho próprio.
* Ganhe experiências....viaje
* Não ponha a sua felicidade nas mãos de outras pessoas. Elas vão derrubar. Elas sempre derrubam.
* Aprenda a admitir que está errado, quando estiver.
* Tente não se preocupar com o que os outros pensam de você. Se conseguir, reflita como foi.
* SE IMPONHA. Não tolere o desrespeito e não tenha medo de dizer o que você pensa.
* Se informe antes de opinar sobre qualquer assunto. O mundo não precisa da sua opinião em todos os assuntos.
* Não importa o que você faça ou diga, as pessoas vão sempre acreditar no que elas querem acreditar.
* Aprenda a escolher as suas batalhas. Existem coisas que simplesmente não valem a pena.
* Não desista, tem sempre alguém se inspirando em você.
* Comece hoje aquele projeto que você tem em mente, ou comece a aprender a tocar aquele instrumento que você sempre quis, ou aquele idioma que você sempre quis falar, ou comece hoje a juntar dinheiro pra aquela viagem que você sempre quis fazer. Daqui a um ano você vai desejar ter começado agora.

Acompanhe a autora no Facebook pela sua comunidade Livre Blog.

sábado, 17 de dezembro de 2016

Um Coral de Anjos




Nessa época do Natal assistimos a muitas apresentações de corais, musicais, programas especiais na TV e filmes sobre o Natal. Ficamos emocionados e encantados com esses espetáculos, mas com certeza nada se compara ao coral de anjos que o Evangelho de Lucas cita. 

Mas o anjo lhes disse: “Não tenham medo. Estou lhes trazendo boas novas de grande alegria, que são para todo o povo:Hoje, na cidade de Davi, lhes nasceu o Salvador, que é Cristo, o Senhor.Isto lhes servirá de sinal: encontrarão o bebê envolto em panos e deitado numa manjedoura”. De repente, uma grande multidão do exército celestial apareceu com o anjo, louvando a Deus e dizendo: “Glória a Deus nas alturas, e paz na terra aos homens aos quais ele concede o seu favor”.  
Lucas 2:10-14 (NVI)

Tente imaginar como deve ter sido para aqueles simples pastores assistirem
àquele espetáculo divino. Se o anjo teve que dizer a eles que não tivessem medo, é porque esse deve ter sido o primeiro sentimento deles. Mas esse medo logo se transformou em adoração a Deus e a Jesus, o Salvador. Isaías diz em Is 9:6, que o Salvador será chamado de Príncipe da Paz.

O coral de anjos dá glória a Deus pelo nascimento do Salvador e fala da paz que os homens que agradam ao Senhor podem ter. É uma paz profunda e duradoura que podemos ter somente através de Jesus Cristo, o Salvador. Apesar de toda emoção do momento a continuação do texto indica que aqueles pastores sentiram essa paz naquela noite. Isaías diz em Is 9:6, que o Salvador será chamado de Príncipe da Paz.

Hoje Deus não usa mais os anjos para nos dar a notícia do nascimento de Jesus e nos convidar a adorá-lo. Ele usa a sua Palavra para anunciar o nascimento de Jesus e pode nos usar para anunciar a vinda do Salvador para aqueles que ainda não o conhecem.

Portanto, cada vez que vocês assistirem um belo coral ou uma linda apresentação de Natal, lembrem-se daquele coral de anjos que apresentou um espetáculo divino há mais de 2000 anos atrás para aqueles simples pastores. 

Por: Ana Lucia Bedicks

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

PRESENTES OU PRESENÇA?

… na tua presença há plenitude de alegria, na tua destra delícias perpetuamente. —Salmo 16:11



Oswald Chambers escreveu certa vez: “Não é da presença de Deus que precisamos, mas do próprio [Deus].”
Dizemos frequentemente na época do Natal que “A presença de Deus é mais importante do que presentes.” Talvez o tempo que gastamos e o esforço que fazemos ao comprar presentes indiquem o contrário.
Em certos lugares do mundo, as pessoas dão presentes no dia 6 de dezembro. Desta maneira, eles têm o resto do mês para pensar em Jesus e na maravilha do Seu nascimento, o presente perfeito de Deus para nós.
Quando dizemos que desejamos a presença de Deus mais do que os presentes de outras pessoas, talvez estejamos sendo verdadeiros. Quantos de nós, no entanto, podemos dizer honestamente que desejamos a presença de Deus mais do que os Seus presentes?
Muitas vezes queremos os presentes de Deus mais do que queremos a Ele mesmo. Queremos saúde, riqueza, conhecimento, um emprego melhor, um melhor lugar para viver. Deus, com certeza, almeja nos dar essas coisas, mas não podemos tê-las independentemente dele. Como Davi disse: “[…] na tua presença há plenitude de alegria […]” (Salmo 16:11). Os presentes podem nos deixar felizes por algum tempo, mas temos a plenitude de alegria somente ao permanecermos em um relacionamento correto com Deus.
Portanto, como seria o Natal se verdadeiramente celebrássemos a presença de Deus? —JAL

A presença de Deus conosco é um dos Seus maiores presentes para nós.


Fonte: Ministérios Pão Diário

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Você nunca vai se perdoar por não ter sido você


Vivemos um momento de inflexão na sociedade em que tudo parece se transformar de forma radical e o risco é ficarmos paralisados, quando o que o mercado espera é justamente o contrário.


Certo dia, quando meu filho mais novo ainda era adolescente, ele me procurou e disse que estava muito mal. O motivo era perturbador: um dos seus melhores amigos, Carlão, ainda muito jovem, tinha câncer. O aniversário de Carlão aconteceria no final de semana seguinte e os pais haviam preparado um churrasco com a família e amigos para tentar motivá-lo para a vida. A situação era incomum e dura.

No domingo do churrasco, Carlão surge usando um boné, tentando esconder constrangido a queda dos primeiros fios de cabelo. Ao chegar ao local do evento, Carlão se depara com toda a turma de amigos e se surpreende: todos estavam carecas, entre eles o meu filho. Em uma decisão inesperada, todos decidiram cortar o cabelo no dia anterior. O amigo doente tira o boné, se junta à turma e certamente teve um dos dias mais importantes de sua vida. Poucos dias antes do churrasco acontecer, naquela conversa difícil com meu filho, ele me deu sinais de que a turma estava pensando em homenagear o amigo e alguém havia falado em todos ficarem carecas. Existia um clima de incerteza no ar, ninguém tomava a decisão. Na minha conversa com meu filho, lembro de ter dito: “Na dúvida, faça o que o seu coração manda. É melhor se arrepender por ter feito algo do que por não ter feito”. Às vezes, as oportunidades são únicas na vida. Carlão nos deixou em menos de um ano após aquele churrasco.

No ano de 1999, a minha esposa estava infeliz profissionalmente. Ela precisava buscar novos caminhos, vivia repleta de incertezas e inseguranças. No ano seguinte, iniciou o curso de arquitetura numa universidade. A média etária da turma era 20 anos de idade. Cinco anos depois, aos 42, ela recebia o diploma como uma das melhores alunas do curso. Hoje, comanda um escritório de arquitetura, é uma profissional competente, feliz, se sentindo plenamente realizada em sua profissão.

Dias atrás, ainda dentro de um avião que estava prestes a levantar voo, eu recebo uma mensagem que dizia mais ou menos assim: “Mauro, acho que nunca te disse isso, mas eu adoro você!”. Era uma mensagem inesperada de uma querida amiga. Respondi perguntando qual era o motivo da surpreendente mensagem. E veio a resposta quase instantânea: “Depois da tragédia com a Chapecoense, eu resolvi dizer para quem adoro, que eu adoro. Porque a vida pode ser muito efêmera”. Eu respondi com um sorriso, que ela não viu.

No início da semana passada, ao fazer uma palestra num evento, gastei um bom tempo falando sobre a transformação das profissões na área de marketing, das brutais mudanças que vamos enfrentar no mercado de trabalho nos próximos anos. Muitas pessoas na plateia me olhavam atentas e com expressão curiosa. Na hora do coffee break, uma pessoa chegou perto de mim e falou: “Você me gerou desconforto. Eu sei que tenho que estudar novas coisas para evoluir na minha profissão, mas não sei como, não sei o que fazer. Eu tenho receio de dar o passo errado e perder o meu emprego”. Eu ouvi atentamente, sorri de lado, e respondi: “Se você continuar a fazer o que faz hoje, você não será mais relevante para a sua empresa. Na verdade, o seu desemprego começa pela sua atitude de não tomar iniciativa de sair do lugar”. Ela sorriu um sorriso sem graça, talvez surpresa com a rudeza da minha resposta.

Ontem, ao abrir a minha caixa de entrada, me deparei com um artigo chamado “O que você faria se não tivesse medo?”. Logo no primeiro parágrafo do texto, vem a indagação a respeito dos sonhos que eu poderia ter realizado se não fossem os meus temores. O texto termina com uma afirmação desestabilizadora sobre o futuro: “Você nunca se perdoará por não ter sido você”. Essa frase ainda continua em minha mente. O fato é que muitas vezes desistimos de fazer coisas que sonhamos em função dos outros, da família, de preconceitos e de razões que, no fundo da nossa alma, nós não concordamos integralmente. Ou seja, aceitamos passivamente que os sonhos continuarão sendo sonhos durante toda vida.

Não, não, não! Esse não é um post de autoajuda, acho que nem sou bom nisso. Mas é sobre alguém, no caso eu, que, de repente, vem sentindo que “a ficha caiu”, que é hora de despertar para determinadas coisas. Vivemos um momento de inflexão na sociedade em que tudo parece se transformar de forma radical. São tantas oportunidades e tantas coisas acontecendo ao mesmo tempo, em múltiplas dimensões, que fenômenos estranhos podem acontecer, como ficarmos paralisados diante de tantas inseguranças e incertezas.

Os preconceitos, as fantasias e os temores que inundam as nossas mentes criam barreiras e inibições. Perdemos oportunidades na vida em função do nosso comportamento medroso e covarde. O medo de levarmos a nossa vida para outra direção, de protagonizarmos a mudança, ainda é algo comum, mas hoje somos seres humanos diferentes de um passado recente. Nesse sentido, os nossos filhos parecem mais sábios do que os pais, portanto, aprendamos com eles.

A frase de Edu Lyra, o incrível criador da ONG Gerando Falcões, é emblemática e deveria se tornar o guia de nossas decisões de vida: “O importante não é de onde você vem, mas para onde você vai”.

No mundo em que vivemos hoje, o nome do jogo é atitude.


Por: Mauro Segura
        Líder de marketing e comunicação da IBM Brasil
Fonte: www.meioemensagem.com.br

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

NOVAS DE ALEGRIA


…Não temais; eis aqui vos trago boa-nova de grande alegria, que o será para todo o povo”. LUCAS 2:10
Após semanas de preparação do coral infantil, a noite do musical de Natal tinha finalmente chegado. As crianças já caracterizadas começaram a encher o auditório quando, de repente, ouvimos um tumulto na porta dos fundos. Minha esposa e eu olhamos e vimos nosso pequeno Matt soluçando alto, com um olhar aterrorizado no rosto. Segurando firme na maçaneta, ele estava paralisado com um medo mortal, e se recusava a entrar. Depois de muita negociação, o diretor finalmente lhe disse que não precisava se apresentar. Assim, Matt sentou-se conosco, e logo seus medos começaram a diminuir.

Embora geralmente não associemos o Natal a uma época de medo, houve muito desse sentimento no nascimento de Cristo. Lucas diz: “E um anjo do Senhor desceu aonde eles estavam, e a glória do Senhor brilhou ao redor deles; e ficaram tomados de grande temor” (LUCAS 2:9). A visão da mensagem angelical foi mais do que os pastores conseguiam processar. Mas o anjo lhes assegurou: “…Não temais; eis aqui vos trago boa-nova de grande alegria, que o será para todo o povo” (v.10).
Ao enfrentarmos dificuldades e temores, precisamos nos lembrar que Jesus veio para ser o Príncipe da Paz (ISAÍAS 9:6). Precisamos desesperadamente da Sua paz. Ao olharmos para Ele, o Senhor aliviará os nossos medos e acalmará o nosso coração. — WEC
O melhor presente de Natal possível é o perdão e a paz de Cristo.

Fonte: MINISTÉRIOS PÃO DIÁRIO
http://paodiario.org/

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

OUTRO OLHAR (VESTIGIA)




Outro Olhar é uma história sobre um personagem que vive um dilema onde as coisas terrenas passam a tomar conta de todo o seu psicológico, o que o faz estar sempre estressado e abalado. Contas a pagar, projetos dando errado e sua família que não compreende a sua situação emocional. Mas então uma coisa surpreendente acontece, ele encontra uma nova forma de olhar as circunstâncias, as coisas ao seu redor continuam sendo as mesmas, mas, os problemas, as dificuldades e tudo mais, passam a ser apenas detalhes perto da paz que agora ele sente, uma paz inexplicável que só Jesus Cristo pode nos proporcionar.


E você, meu amigo? Sente essa paz? Já teve um encontro verdadeiro com Cristo?


Leia os versículos mencionados no clip:
-Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Mateus 11:28 
-Buscai, assim, em primeiro lugar, o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas. Mateus 6:33
-Deixo a paz a vocês; a minha paz dou a vocês. Não a dou como o mundo a dá. Não se perturbe o seu coração, nem tenham medo. João 14:27
-Eu disse essas coisas para que em mim vocês tenham paz. Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo. João 16:33
-Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele o fará. Salmos 37:5



Você pode ouvir e baixar a música "Outro Olhar" e outras do primeiro EP do Vestigia, aqui: https://palcomp3.com/vestigia/



Confiram também quadrinhos e ilustrações!

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Multiplique o Amor


Em um dos ensinos de Jesus aos discípulos, o Mestre alertou que chegaria o tempo em que, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriaria. Já vi muitas pessoas, dentro das igrejas, justificando que não há nada mais a fazer. “Como mudar um quadro social assegurado pelo próprio Cristo, não é verdade?”
Precisamos ficar atentos à duas questões. A primeira delas é que “muitos” não significa “todos”. Jesus conta comigo e com você para fazermos a diferença nesse tempo. A segunda, é que muitos podem multiplicar a iniquidade, mas a Igreja de Cristo deve escolher multiplicar o amor! Este é o nosso desafio. Ainda que a sensação seja de que estamos andando na contramão de um mundo tão carente, que as nossas ações reflitam o amor de Deus e promovam mudanças em nossa nação.
No calor do Sertão nordestino, no frio do Sul, no isolamento dos ribeirinhos na Amazônia, dentro das cracolândias e no abandono de cada criança precisamos espalhar as sementes do Amor que liberta, transforma e salva. É tempo de avançar multiplicando o amor de Deus!

Fonte: www.missoesnacionais.com.br
Campanha de Missões Nacionais 2016

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Chegou o Nosso Tempo

“Então eu lhes disse: Vocês estão vendo a situação terrível em que estamos: Jerusalém está em ruínas, e suas portas foram destruídas pelo fogo. Venham, vamos reconstruir o muro de Jerusalém, para que não fiquemos mais nesta situação humilhante.” (Neemias 2:17)

Temos vivido um tempo de muitos protestos, dores e desamor. Infelizmente, estamos diante de uma geração que grita nas manifestações, mas silencia no caráter. Cobra da liderança política uma condução honesta, mas é corrupta diariamente nas pequenas ações.
Na Bíblia encontramos relatos de diversos homens e mulheres que foram usados por Deus e deixaram marcas de valor. Pautados nesses exemplos de conduta e fé precisamos fazer a diferença em nosso país. Chegou a nossa vez! Eu e você somos as pessoas que o Senhor quer usar para escrever uma nova história de amor e salvação.
Do Norte ao Sul do Brasil, vidas estão sedentas do Evangelho e precisam experimentar o poder transformador que só há em Cristo Jesus. Em locais isolados, como nas comunidades no Sertão Nordestino, na Amazônia, nos Lares que abrigam crianças em vulnerabilidade social e em meio às cracolândias do país, encontramos os nossos campos de atuação missionária. Não podemos perder tempo! Precisamos assumir o compromisso de orar, investir e dizer: Eis-me aqui!
É tempo de avançar! Você está pronto?

Fonte: www.missoesnacionais.com.br
Campanha de Missões Nacionais 2016

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Tudo Começa Com A Oração


“Estejam, pois, atentos os teus ouvidos e os teus olhos abertos, para ouvires a oração do teu servo, que eu hoje faço perante ti, dia e noite, pelos filhos de Israel...” (Neemias 1.6a)


Ao saber que o muro de Jerusalém fora destruído e que seu povo estava em sofrimento e humilhação, Neemias orou por essa causa. Quando questionado pelo rei Artaxexes sobre o que pedir, ele orou. Ao se deparar com as pessoas que tentaram impedi-lo na reconstrução, ele também orou.  Em várias ocasiões ele se colocava diante de Deus e praticava a dependência íntima em oração. As conversas contínuas com o verdadeiro dono da obra, davam a Neemias discernimento e estratégias para agir em favor da sua nação.

Oração e fé são vitais para avançarmos na reconstrução espiritual que o Brasil precisa viver. Se queremos uma nação transformada, não podemos negligenciar a prática da oração. É por meio dela que colheremos os frutos do trabalho do Senhor, por meio das nossas vidas. Também através dessa prática, dia e noite, seremos direcionados e usados pelo Espírito Santo como canal de bênçãos em cada canto desse país. É de joelhos que veremos pessoas sendo salvas, lares restaurados, o Evangelho chegando a lugares isolados, homens e mulheres libertos das drogas vivendo como cidadãos dignos.

Neemias - força, coragem e, acima de tudo, exemplo de uma vida de oração. Coloque-se diante do Senhor e esteja disposto a fazer parte disto. É tempo de avançar multiplicando o amor de Deus em nossa nação. “Levantemo-nos e edifiquemos! E fortaleceram as mãos para a boa obra!”

É tempo de Avançar - Multiplicando o Amor de Deus!!!


Fonte: www.missoesnacionais.com.br
Campanha de Missões Nacionais 2016

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

A Vida Por Um Ideal


Quando vi que vocês não ajudariam, arrisquei a vida e fui lutar contra os amonitas, e o Senhor me deu a vitória sobre eles. E por que vocês vieram para cá hoje? Para lutar contra mim? (Juízes 12:3)

Quantos sonhos e planos foram frustrados porque nos sentimos sozinhos para realizá-los? Entretanto, quem fica aguardando as circunstâncias favoráveis jamais conseguirá realizar alguma coisa. Nem sempre teremos todo o apoio, recursos e meios de que precisamos. Porém, o Senhor é o único que não nos desampara.
Nossos sonhos e planos ganham maior expressão e têm maiores chances de sucesso quando estamos apaixonados pelo que fazemos. O grande mentor da Apple, Steve Jobs, disse certa vez: "A única maneira de fazer um excelente trabalho é amar o que você faz."
Jesus foi o maior exemplo de uma pessoa apaixonada pelo que fazia, principalmente por sua missão, a ponto de envolver toda a sua vida até as últimas consequências: a morte na cruz.
O maior desafio que Jesus propôs aos seus discípulos foi o de desenvolver a mesma paixão por sua missão. A falta de amor na vida de comunhão, de testemunho e de serviço provoca dois graves problemas: a omissão e a indiferença.
Pessoas que amam o que fazem e que, por isso, põem toda a vida em risco nisso são imprescindíveis. E Deus está pronto para nos encorajar a fim de que sejamos bem-sucedidos nisso.


                                                                                                       Por: Meditações diárias - Manancial (vol. 13)

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Relações Humanas



Cada um de nós deve agradar o seu próximo para o bem dele, 
a fim de edificá-lo. (Romanos 15:2.)

O ser humano é o único ser vivo que precisa de alguém para crescer e se desenvolver. Por isso que a Bíblia nos estimula a nos encorajarmos mutuamente. Todo cristão deve ter interesse em seu crescimento pessoal quanto no crescimento do outro.
Quando o assunto é edificação nossa e do outro, temos que pensar que isso não é um fenômeno automático, ele não é sinônimo de maioridade. Isso envolve a questão do caráter, tem a ver com quem estamos nos tornando. O crescimento pessoal é sempre intencional e depende de um exercício da vontade. 
Isso quer dizer que o que mais importa na ida não é o que acontece durante a caminhada, mas aquilo em que a pessoa está se tornando ao longo do processo.
Lembre-se disso: uma pessoa madura não é perfeita, não é necessariamente religiosa, não significa que não comete erros e nem que tem todas as respostas. Significa que ela consegue compreender suas potencialidades apesar de suas fragilidades.
O crescimento pessoal é resultado de aprendizado a partir de nosso relacionamento com Deus, com o outro e consigo mesmo. Ajudar o outro a crescer pessoalmente estimula o nosso crescimento pessoal e nos torna pessoas melhores a cada dia.

Por: Meditações diárias - Manancial (vol. 13)

terça-feira, 26 de julho de 2016

É meu, é teu



Leitura Bíblica: Lucas 10.25-37

Um samaritano, estando de viagem, chegou onde se encontrava o homem e, quando o viu, teve piedade dele (Lc 10.33).

Hoje me lembrei de um acampamento de carnaval de que participei, em que um pastor extraiu três filosofias de vida de nossa leitura bíblica. 
1. A filosofia dos salteadores – o que é teu é meu. Faço o que for preciso para ter aquilo que o outro tem. 
2. A filosofia dos religiosos – o que é meu é meu. Eles simplesmente escolheram não se envolver com o problema daquele homem. Neste tipo de filosofia, acaba-se passando pela vida sem viver. Vive-se para si mesmo. Vive-se com o eu no centro, como uma criança pequena que necessita de todas as atenções. 
3. A filosofia do samaritano – o que é meu é teu. Interessante lembrar que o homem necessitado de ajuda era um judeu: os judeus e samaritanos tinham uma rixa muito grande naquela época. Era praticamente impossível esperar que aquele samaritano ajudaria o judeu. Talvez a reação normal esperada seria a de passar direto e ainda rir da cara do judeu. Mas como vimos, não foi o que aconteceu. O samaritano teve piedade da vítima e deu todo apoio necessário para que o homem se recuperasse. Que lição! Ele não mediu esforços para ajudar o seu próximo, quem quer que fosse. Ele nos ensina que é para fora que se vive! Você já viu um pé de laranja dando o fruto para dentro da árvore? Passe a perceber isso – quase todos os dias teremos algum próximo que vai precisar de nós. Pare para pensar: qual tem sido a minha atitude? Vale lembrar que Jesus aprovou a filosofia de vida do samaritano quando, no versículo 37, recomenda ao perito da lei que fizesse o mesmo. É uma alegria real quando a gente se doa para os outros, mas só experimentaremos isso quando agirmos como o bom samaritano. Não deixe de fazer bem a quem precisa, estando em suas mãos a capacidade de fazê-lo (Pv 3.27). – FAA

Filosofia de vida que agrada a Jesus: O que é meu é teu!


(Devocional: Presente Diário)


terça-feira, 21 de junho de 2016

Há Vagas


Jesus mostra em várias parábolas, como há a necessidade de trabalharmos sobre estes campos, sobre vidas que precisam de Deus. Há a necessidade de criarmos colhedores, estes que serão a ferramenta na colheita da lavoura plantada, das pessoas que tiveram em algum momento uma semente colocada em seu coração para florescer o amor de Jesus e a palavra do Senhor.

Não dizeis vós que ainda há quatro meses até que venha a ceifa? Eis que eu vos digo: Levantai os vossos olhos, e vede as terras, que já estão brancas para a ceifa. João 4:35


Trecho:  Campanha 40 dias Seguindo a Jesus
Vídeo:

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Uma Boa Noticia

Quando nos prontificamos a levar a Palavra de Deus, o Senhor opera de acordo com os Seus planos, permitindo-nos semear a palavra no coração daqueles que precisam ouvir.

“E disse-lhes: Vão pelo mundo todo e preguem o evangelho a todas as pessoas.” Marcos 16:15.

MOTIVOS DE ORAÇÃO:
– Confesse ao Senhor que como seu discípulo não tem compartilhado a mensagem de salvação como deveria,
– Assuma o compromisso que vai contar o que Jesus tem feito em sua vida,
– Ore por pessoas próximas e convide-as para sua célula.

Trecho:  Campanha 40 dias Seguindo a Jesus
Vídeo:


quarta-feira, 25 de maio de 2016

Um Futuro Certo

Jesus está preparando um lugar para os seus seguidores. Lugar de paz e vida eterna, que é bem mais do que se pode imaginar com a mente humana.
É tempo de refletir a respeito da vida além dessa vida. Cada pessoa é convidada a participar dessa festa no céu, a morar nesse novo lar preparado com tanto amor.

“Eu lhes digo que, de agora em diante, não beberei deste fruto da videira até aquele dia em que beberei o vinho novo com vocês no Reino do Pai.” Mateus 26:30.


MOTIVOS DE ORAÇÃO:
– Pedir ao Senhor que revele ao seu coração a vida com Ele na eternidade.
– Agradecer ao Senhor pela promessa de um futuro certo: “Virei outra vez e vos levarei para mim mesmo…”.
– Feche seus olhos e imagine a cena da mesa posta para os salvos e Jesus assentado servindo o pão e o vinho.

Trecho:  Campanha 40 dias Seguindo a Jesus
Adquira o e-book: https://goo.gl/ox6aeU
Vídeo:


segunda-feira, 23 de maio de 2016

Esperança Agora


Existem pessoas acostumadas a uma realidade de sofrimento, mas não existem “casos perdidos” para Cristo. Há esperança em Jesus. Um recomeço, uma transformação, um milagre, para todo aquele que espera e confia em Jesus.

“Quando o viu deitado e soube que ele vivia naquele estado durante muito tanto tempo, Jesus lhe perguntou: 
Você quer ser curado?”  João 5:1-9.


MOTIVOS DE ORAÇÃO
– Faça uma revisão e confesse se você já se acostumou a algumas situações – conformismo.
– Entregue hoje no altar do Senhor e declare que você não quer mais este tipo de pecado.
– Clame ao Senhor e diga o que você precisa que Ele faça com urgência!


Trecho:  Campanha 40 dias Seguindo a Jesus
Adquira o e-book: https://goo.gl/ox6aeU
Vídeo:

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Aquele que Supre

“Será inútil levantar cedo e dormir tarde, trabalhando arduamente por sustento. O Senhor concede o sono àqueles a quem ama”. 
Salmos 127:2.


Seja em tempos de crise ou abundancia, Jesus faz o inusitado para mostrar que pode realizar mais do que aquilo que pensamos. Faça a sua parte e descanse no Senhor, porque Ele é fiel.

MOTIVOS DE ORAÇÃO:
– Confessar que muitas vezes deixamos de confiar nas providências do Senhor de nossas vidas.
– Orar pela alegria de entregar seu dízimo para que as bênçãos financeiras o acompanhem.
– Entregar a área financeira para ser organizada pelo Senhorio de Cristo, pois Ele proverá todas as suas necessidades.

Trecho:  Campanha 40 dias Seguindo a Jesus
Saiba mais em: www.pibcuritiba.org.br
Adquira o e-book: https://goo.gl/ox6aeU
Vídeo:



segunda-feira, 16 de maio de 2016

Liberto por Inteiro


Jesus ensina que a missão do inimigo é roubar, matar e destruir. Jesus nos liberta completamente da ação de satanás. Entregue agora o controle de sua vida ao Senhor e declare que ele é o seu libertador.

“Para isto se manifestou o Filho de Deus: 
para destruir as obras do diabo”. 1 João 3:8.

MOTIVOS DE ORAÇÃO:
– Confessar que muitas situações que você vive, percebe que não são humanas, mas sim espirituais.
– Pedir ajuda do Espírito Santo para enfrentar estas batalhas com sua fé na Palavra de Deus, jejum e oração.
– Peça sabedoria para não gastar suas energias contra pessoas difíceis de lidar, mas identificar que elas estão sendo usadas pelo inimigo para nos atingir, e colocá-las em oração constante.

Trecho:  Campanha 40 dias Seguindo a Jesus
Saiba mais em: www.pibcuritiba.org.br
Adquira o e-book: https://goo.gl/ox6aeU
Vídeo:


quarta-feira, 11 de maio de 2016

Dois tipos de Paz


Um tipo de paz é passageira e as pessoas buscam alcançar por si mesmas. A paz que Jesus nos dá se sustenta na segurança de estar debaixo de Sua proteção, pois o senhor tem o controle de tudo.

“Deixo-vos a paz; a minha paz vos dou. Não se perturbe o seu coração, nem tenham medo”. João 14:27.

MOTIVOS DE ORAÇÃO:

– Prostre-se diante do Mestre Jesus, que deixou a paz que excede todo o entendimento, e adore-O.

– Confesse ao Senhor onde você tem buscado a paz: auto-ajuda? Yoga? Meditação?
– Confesse que muitas vezes a ansiedade e o medo tem roubado a sua paz.

Trecho:  Campanha 40 dias Seguindo a Jesus
Saiba mais em: www.pibcuritiba.org.br
Adquira o e-book: https://goo.gl/ox6aeU
Vídeo: